domingo, 5 de junho de 2016

Sobre Dioxido de Cloro e seus Beneficios

Dióxido de cloro, em quantidades bem reduzidas para ser ingerido com segurança. 

Leia mais sobre:

Pode ser o suficiente para matar organismos patogênicos que habitam em nosso corpo roubando nossa energia, envenenado com detritos e nos tornando mais vulneráveis as doenças.


Qualquer pessoa pode estar sobrecarregada com toxinas.
Alguns estão assim, mas não o admitem.
Outros preferem apenas pensar que não estão assim.
 Se sua saúde não é perfeita... você está geralmente em carência de energia, se tem problemas em reduzir o peso, a pressão sanguínea está sempre alterada, ou se lida com constante inflamação ou dor, então existe grande possibilidade do envolvimento de uma toxina, metal pesado, vírus, bactéria ou parasita.

O Dioxido de Cloro quando é ingerido, ele produz e se distribui pelas células vermelhas do sangue, o que o torna no mais potente matador de organismos patogênicos conhecido na natureza.

ATENÇÃO: O dióxido de cloro e o cloro, não são a mesma coisa. 

Explicando o Dioxido de Cloro:

dióxido de cloro é um composto químico que consiste de um íon de cloro associado a dois íons de oxigênio.

 Os agentes oxidantes são compostos químicos que aceitam logo elétrons de "doadores de elétrons".
 Adquirem os elétrons através de reações químicas.
 Isto é importante na relação com o dióxido de cloro porque todos os organismos patogênicos são doadores de elétrons.
 O dióxido de cloro é extremamente volátil. Pode-se chamá-lo "de temperamento explosivo", mas de uma forma benéfica.
 Essa volatilidade é o fator chave para a eficácia do dióxido de cloro como destruidor de seres patogênicos. O composto é literalmente explosivo;  tão explosivo que não é seguro transportá-lo em qualquer quantidade.
                                  
 Portanto, é prática comum produzir o dióxido de cloro no local onde será usado. O dióxido de cloro tem sido usado, por exemplo, em sistemas de tratamento de águas, onde começa a substituir o cloro porque não cria subprodutos carcinogênicos.

O dióxido de cloro foi aprovado pela Agencia de Proteção Ambiental dos E.U., ao remover com segurança organismos patogênicos e agentes contaminadores como o Antraz.
Mesmo na medicina convencional, o dióxido de cloro tem sido usado para esterilizar células vermelhas do sangue para transfusão.
 Portanto sabemos de sua eficácia. Contudo, as concentrações usadas em tais aplicações podem variar de 500 a 6000 partes por milhão (ppm), as quais certamente seriam mortais se usadas nos indivíduos.


Como e porquê o dióxido de cloro funciona, para dar uma vida nova ao sistema imunológico.

A volatilidade é o que torna eficaz o dióxido de cloro na presença de elementos patogênicos.

O Dioxido de cloro é um desinfetante seguro e eficiente usado em muitos sistemas de distribuição de água, em hospitais, e mesmo no combate ao bioterrorismo.

 A intenção é que venha funcionar com a mesma eficácia na água do corpo humano. A extrema volatilidade do dióxido de cloro impede que os organismos patogênicos criem resistência.
 Principalmente quando colidem, estes deixam de existir. 
E ainda assim, as células saudáveis e as bactérias benéficas permanecem intocadas.

 Os níveis normais de oxigênio no sangue não conseguem destruir todas as células patogênicas presentes nos quadros de doença, mas a aplicação de dióxido de cloro muda tudo.
Quando um íon de dióxido de cloro entra em contacto com um organismo patogênico, ele atrai imediatamente até cinco elétrons desse organismo, no que pode ser chamado de explosão microscópica...
Inofensiva para nós, mas terminal para a célula patogênica.

Onde quer que no organismo, os íons de dióxido de cloro transportados pelas células vermelhas do sangue, encontrem elementos patogênicos, estes entregam seus elétrons e deixam de existir.

 As células armadas com dióxido de cloro só “detonam” em contato com elementos patogênicos, que incluem as bactérias nocivas, os vírus e fungos também as toxinas, os metais pesados e os parasitas.

Todos estes têm um padrão de PH fora dos limites normais de uma boa saúde. Eles também terão uma carga iônica positiva.

As células contendo o dióxido de cloro, não oxidam as bactérias benéficas nem as células saudáveis, pois seus níveis de PH são 7 ou pouco acima, e contêm uma carga iônica negativa.

Se o dióxido de cloro não encontrar elementos patogênicos ou outros venenos, ele se transforma em cloreto de sódio (NaCl), ou seja, o sal de mesa. (em média segundo o autor entre 90 a 120 minutos)

As pesquisas revelam que o dióxido de cloro é muito mais seguro que o cloro, por ser seletivo com os elementos patogênicos quando usado na água.

O cloro – pertencente à família dos elementos halogênios – cria pelo menos três compostos carcinogênicos quando entra no corpo, principalmente trialometanos (THMs).

Não se tem encontrado a evidência de tais elementos prejudiciais sendo produzidos pelo dióxido de cloro.

Sociedade Americana de Químicos Analíticos, proclamou o dióxido de cloro como sendo o eliminador de elementos patogênicos mais poderoso, conhecido pelo homem.

Pode ser eficaz nos tratamentos contra DENGUE, CHICONGUNYA e outras.

Esta materia é para elucidar sobre possiveis tratamentos para diversos sintomas.
Leia mais sobre em nosso proximo Post.
Onde pode ser encontrado?
Estamos pesquisando para informar.

Não tome medicamentos sem a consulta de um medico.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui voce pode deixar seu comentário ou pergunta. Terei o prazer de auxiliar.

POSITIVE LIFE FORCE Headline Animator